BD Resenha – O Dono da Festa

16
2226

por Jorge Saldanha
(veja a resenha original aqui)


Sobre a edição:

No mês de agosto a NBO lançou uma edição especial da revista Blu-ray News, que é um guia com os quase mil filmes já lançados em alta definição no Brasil. Apesar de conter muitas informações erradas quanto às especificações técnicas e extras de muitos títulos, é uma edição interessante para colecionadores, e que também traz “de brinde” este Blu-ray de O DONO DA FESTA. Por ser um verdadeiro “Blu-ray de banca”, já esperava alguns problemas e eles de fato foram constatados – por outro lado, há lançamentos de independentes e até mesmo de majors que cometem os mesmos pecados – ou até piores.

Sobre a imagem:

O filme está apresentado numa transferência 1080p/AVC MPEG-4 que preserva a proporção original de tela – 1.85.1 –, mas que fora isto é medíocre sob todos os aspectos. Cores por vezes chapadas, por outras saturadas demais, granulação nos lugares errados, artefatos, baixo nível de detalhes finos (típico da aplicação de DNR), cor preta inconsistente, etc. Sem dúvida, uma imagem que não está à altura do formato, em que pese ter seus momentos razoáveis. No entanto, em defesa da NBO, devo destacar que o Blu-ray norte-americano de O DONO DA FESTA já sofria dos mesmos problemas, ou seja, a distribuidora simplesmente replicou a matriz da Lionsgate da versão “Sem Cortes” do filme, que pelo que consta é um mero upgrade da transfer do antigo DVD.

http://www.youtube.com/watch?v=YKHjXqAYEYY
Menus “calcinha” do Blu-ray autorado pela ETC Filmes

Sobre o áudio:

Quanto ao áudio, a NBO merece os parabéns. Quando normalmente as independentes omitem as faixas de áudio lossless de seus BDs, a distribuidora disponibilizou o áudio original em inglês numa faixa DTS-HD Master Audio 7.1 que, se não irá maravilhá-lo, pelo menos é bem mais satisfatória que a apresentação visual do filme, com boa fidelidade, diálogos limpos e um aplicado uso dos canais surround para criar a ambientação – apenas os graves deixam a desejar. Além disso, foi incluída uma segunda faixa multicanal em inglês, em Dolby Digital 5.1, e uma dublagem em português 2.0. As legendas estão disponíveis em português e inglês, e os menus animados são simples e funcionais.

Sobre os extras:

Bem, aqui a NBO não teve perdão: por usar um BD de camada simples (25GB) contendo o filme em alta definição e duas faixas de áudio multicanal (uma lossless e uma lossy) além da dublagem em português 2.0, ela passou a tesoura na maior parte dos extras que haviam no BD original de O DONO DA FESTA. Pelo menos utilizou o espaço do disco restante para incluir três vídeos em resolução SD (480p). Não é muito, mas pelo menos já é melhor que nada.

Video Clipe: “Bounce Off The Walls”, Sugarcult (2:26 min.) – Clipe com a banda Sugarcult, que tem as participações de Ryan Reynolds e Tara Reid;

Cenas Deletadas (8:59 min.) – Algumas cenas eliminadas da edição final, com legendas em português e qualidade de imagem sofrível (em formato letterbox);

Erros de Gravação (12:23) – Coleção de engraçados (alguns nem tanto) erros de gravação ou takes não utilizados, também com legendas e qualidade de imagem ruim.

Conclusão:

Pesando os prós e os contras, a iniciativa da NBO é uma válida opção para que os colecionadores tenham acesso a filmes em alta definição que estão fora dos catálogos das grandes distribuidoras, por um preço acessível e – espero que o padrão se mantenha e até melhore – com um nível de qualidade aceitável.