DVD/BD Resenha – Dave Matthews & Tim Reynolds live at the Radio City Music Hall

10
541

Música “Save Me” em HD!

Sou fã de muitos anos do Dave Matthews, e acho ele um dos mais dinâmicos e competentes músicos da nossa atualidade.

Ele compõe dezenas de músicas, muitos sucessos, canta bem e toca absurdamente bem! Ninguém tem o estilo que ele tem, é próprio e tecnicamente quase absurdo.

Tenho todos os CDs ao vivo do Dave Matthews (que não são poucos, contando os CDs da linha “Live Trax”, que só vende no site oficial da banda) e apesar desse show ter apenas 2 músicos no palco, ele e Tim Reynolds, com 2 violões, não deve nada pra um show com banda completa.

Comprei o DVD desse show assim que foi lançado, e no mesmo dia virou referência técnica de áudio e vídeo pra mim.

Fiquei mais de 2 anos até aparecer uma oferta boa no Blu-ray pra encarar, porque não precisava de mais qualidade do que o DVD me deu. Abaixo vou falar um pouco tecnicamente do show, mas ambas as mídias são absurdamente bem autoradas, e são referência pra quem quer mostrar o sistema de Home Theater para o amigo.

dvd_bd_01

DVD_02

Sobre a imagem:

Referência. É um visual absurdamente detalhado e rico em cores. O local é lindo, e a escolha de não ter cenário no show é peculiar e torna a experiência muito musical, já que não há distrações.

O fundo e “cenário” são os equipamentos que sempre usamos em shows. Temos treliças de luz, escadas, uma grua “Genie”, cabos, cases, caixas e demais “tralhas” que normalmente evitamos que apareça no show, e ainda mais numa gravação em vídeo.

O resultado é fantástico, podemos ver até o fundo de tijolos original do Radio City Music Hall, coisa que não veríamos se não fosse ao vivo, e com acesso ao backstage.

O vídeo, apresentado em Widescreen 1.78:1 é captado em altíssima definição, sendo transferido em 1080p para o Blu-ray, com bit rate muito alto. As cores, contrastes e tons são de encher os olhos, é como eu brinquei quando disse da imagem das cenas IMAX do filme “The Dark Knight”, faz a TV se perguntar o que fazer com tanta qualidade.

O visual não cansa, mesmo com as mais de 2 horas de show. O foco é música, e pra quem admira o Dave e o Tim, outro monstro das cordas, é um deleite visual.

Obviamente, a imagem do Blu-ray é superior, melhora o que já era bom. Mas quem quiser o DVD estará tão bem servido quanto, tendo um player com bom upscaling.

É impecavelmente transferido e autorado, tanto em Blu-ray quanto em DVD.

CAP_01

Sobre o áudio:

Na parte de áudio, o Blu-ray é autorado em 96Khz / 24Bits na trilha Dolby TrueHD 5.1, o que faz com que tenhamos muito mais amostragem e definição que o DVD, com Dolby Digital 5.1 “normal”, além do PCM estéreo em ambas as mídias.

O áudio é tão bom, mas tão bom, que mesmo não tendo o resto da banda é meu show favorito pra mostrar o sistema de home theater aos amigos, que se impressionam com qualidade e não com “porrada” e peso.

Um violão bom, bem captado, pode produzir quase todas as frequências possíveis a nossa audição, desde o grave abaixo do que ouvimos, apenas sentimos, como quando os músicos batem percussivamente no corpo do violão, parecendo um tambor de percussão, como também quando tocam as notas mais agudas com slider.

Os instrumentos, violões usados no show são obras de artes, Martin e Taylor, alguns feitos exclusivamente para o Dave. Martin é o melhor violão do mundo. Os microfones também são de primeira.

O show todo é impecavelmente bem gravado, e nunca parece que são apenas os dois no palco, é uma massa sonora maravilhosa, uma experiência única, e de referência pra quem gosta de Dave Matthews e gravações de qualidade.

O som apenas dos violões exige tanto das caixas acústicas e do sistema de som todo, que eu tenho problemas de sobreaquecimento do amplificador no verão quando toco esse show em particular a todo vapor, tantos são os transientes e dinâmica que a gravação traz, em 96Khz.

Sobre os extras:

Nos extras temos um documentário sobre a gravação “So Damn Lucky”, e foto-montagens em alta definição de imagens do show.

Set List:

  • Bartender
  • When the World Ends
  • Stay or Leave
  • Save Me
  • Crush
  • So Damn Lucky
  • Gravedigger
  • The Maker
  • Old Dirt Hill
  • Eh hee
  • Betrayal
  • Out of My Hands
  • Still Water
  • Don’t Drink the Water
  • Oh
  • Cornbread
  • Crash into me
  • Down by the River
  • You are My Sanity
  • Sister
  • Lie in Our Graves
  • Some Devil
  • Grace is Gone
  • Dancing Nancies
  • #41
  • Two Step

Conclusão:

Pra quem é fã do Dave, essencial. Pra quem apenas gosta, mas gosta de qualidade, também é essencial.

Uma das melhores referências de qualidade musical e técnica que tenho no meu acervo.

Vale lembrar que ambos, o DVD e o Blu-ray que tenho, são importados, não sei dizer se há diferenças na “tropicalização”.

O show (com mais de 2 horas de duração), após a primeira vez que vi na íntegra, cansa um pouco pra rever inteiro, mas não canso de colocar pra tocar minhas músicas favoritas, prefiro mais que a maioria dos shows com banda do Dave.

Extremamente recomendado!

(Colaborou: Bruno Cabral)

Links para o DVD e o Blu-ray na Amazon.com:

[ad#amz-music-1]