Coluna do Fonseca: Cadê você?

105
1283

Muitas pessoas, como eu, colecionam filmes e séries desde os tempos do VHS. Mas é inegável que esse colecionismo de fato só vingou com o advento do DVD. A era do VHS foi o apogeu das locadoras, um tempo que eu me recordo com muito carinho e que infelizmente, por diversos motivos, está em decadência e tende a se manter apenas como um mercado de nicho. Com a chegada do DVD e todas as inovações e vantagens que tinha em cima do VHS, tornou-se um prazer adquirir em definitivo essas edições, sem medo de mofo, magnetização ou fita enroscada.

O DVD reina de fato há uns bons 13 anos e foi através dele que pudemos ter, após décadas, muitos filmes finalmente lançados para home video. Filmes que até então só assistíamos em reprises na TV ou mesmo filmes que só puderam ser vistos originalmente nos cinemas. Cada lançamento, uma nova jóia, uma nova descoberta. É claro que o primeiro grande boom (e provavelmente insuperável) foi mesmo com o VHS, que pela primeira vez permitia a qualquer um, de maneira prática, assistir aos filmes em casa. Mas o DVD trouxe um aprimoramento notável nesse costume, especialmente técnico, que ajudou a nos trazer até aqui, o colecionismo, algo que com o VHS sempre foi mais difícil.

Pois bem, com tudo isso em mente e com um novo formato à todo vapor (o Blu-ray), há algo que continua sendo motivo de frustração para mim e acredito que para muitos outros também. O DVD foi criado em 1995 (mas entrou no mercado mesmo em 1997); o Blu-ray está oficialmente aí desde 2006; e mesmo assim, após quase duas décadas, há muitos filmes e séries que jamais foram lançados em nenhum desses formatos e para a maioria desses não há nem previsão de quando (e se) isso ocorrerá. Alguns de meus filmes favoritos, de minhas séries mais saudosas, não existem nem em DVD! Muito menos em Blu-ray. O que fazer?

Vou ilustrar isso com um caso particular. Sou apaixonado pelas comédias românticas dos anos 80 e sei que muitos de vocês também são. Felizmente, a maioria delas (ou ao menos as mais notáveis) já estão disponíveis em DVD e/ou Blu-ray (mesmo que no Brasil muitas ainda não tenham chegado). Uma das que mais curtia em minha infância e pré-adolescênia era Namorados Por Acaso (Happy Together, 1989), com Patrick Dempsey e Helen Slater (paixão da juventude, ai ai…). Esse filme costumava passar muito no Cinema em Casa (ou era na Sessão da Tarde?) e sempre que passava, eu assistia. Ocorreu com ele algo que ocorreu com muitos outros filmes dessa época. De uma hora pra outra, sem explicação, sumiram da TV. “E agora, José?” é o que me perguntei após constatar que não o veria mais sendo anunciado na programação de canal algum. Nesse caso específico, jamais o vi em VHS, apesar de saber que ao menos nos Estados Unidos ele ainda pode ser encontrado nesse formato. E até hoje não sei o motivo para jamais o terem lançado em DVD. Sua dupla de protagonistas é conhecida (especialmente Dempsey) e o filme conta ainda com a participação de Brad Pitt, o que já deveria ser o suficiente para qualquer departamento de marketing se interessar num lançamento. Seja lá qual for o motivo, o fato é que esse filme não existe em DVD em lugar nenhum do mundo. E duvido que apareça em Blu-ray.

Esse pode ser um caso específico, mas sei que muitos amigos e colegas têm histórias parecidas. E geralmente é com algum filme marcante para nós. Mas para fechar faço questão de citar um título que deve estar na lista de todo mundo. E nesse caso, há uma explicação plausível para o não lançamento em DVD (ou a essa altura, Blu-ray), que tem a ver com direitos autorais das músicas utilizadas. Independentemente disso, todos nós queremos saber: Quando é que teremos Anos Incríveis em DVD e Blu-ray?

Enquanto isso, infelizmente, a internet continua nos ajudando… Fazer o quê?

[ad#amz-dvdseries]