Vídeo mostra o primeiro player de Ultra HD Blu-ray!

50
522

O pessoal da Revista Home Theater esteve na CES 2015 (feira de eletrônicos) em Las Vegas na semana que passou. Entre as novidades apresentadas no evento, foi demonstrado um protótipo do primeiro player de Blu-ray 4K da Panasonic, registrado por eles no vídeo abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=ZP3zoubRSck
Canal revistahometheater 

Já publicamos neste post as primeiras informações da nova mídia 4K, que agora parece ter um nome definitivo: Ultra HD Blu-ray (o que comercialmente não parece ser o melhor nome, mas enfim). Abaixo especificações mais detalhadas (via FBJC):

4K/60p
Reproduz conteúdo 4k a 60 quadros por segundo (3840 x 2160 pixels – Ultra HD), que tem quatro vezes a resolução do Full HD, e reproduz vídeos altamente detalhados com movimento extremamente suave.

10-bit
Os discos Blu-rays atualmente exibem as cores (Y, Cb, Cr) em 8-bit. Ao expandir isso para 10-bit, os sinais podem ser reproduzidos fielmente e receber rica textura.

High Dynamic Range
Uma tecnologia que expande drasticamente o pico de brilho de 100 nit para 1.000-10.000 nit, marcando um salto significativo no alcance dinâmico da imagem. Fontes de luz brilhante (por exemplo, luzes ou raios do sol) e luz refletida (de metal ou água) que até agora eram difíceis para exibir agora pode ser mostrado com ricas texturas.

BT.2020 ampla gama de cores
A gama de cores ITU-R BT.2020 formulada para 4K/ 8K, permite rica coloração que antes não era possível em discos Blu-ray (padrão BT.709).

HEVC (H.265) / 100Mbps
O suporte para o sinal de vídeo de 100 Mbps usando a mais recente tecnologia de compressão de vídeo de alta eficiência. Eficiência de compressão e de alta taxa de bits muito além dos discos Blu-ray anteriores (MPEG-4 / AVC (H.264), máxima de 40 Mbps), permitindo a reprodução excepcional de vídeo de alta qualidade com 4K / 60p / 10bit, High Dynamic Range, BT.2020, etc.

Como podemos perceber, o formato tem potencial para atrair mais público do que somente aquele com muitas polegadas na sala (pois se repete aos quatro ventos que o 4K só serve para painéis acima de 60″). O certo é que a indústria do entretenimento vai ter que correr pra que o formato não chegue defasado,  pois neste momento já se fala em distribuição de conteúdo 8K, principalmente no Japão (sempre eles na frente).

Enfim, aproveitamos o assunto para fazer uma enquete: quem aí está disposto a adotar o novo formato, já que os fabricantes prometem não só mais resolução, mas um novo sistema de cores, texturas e mais brilho nas imagens? Responda abaixo e nos comentários!