Blu-ray 4K com 5% do mercado e Samsung desistindo do Blu-ray

0
1491


Esse é o último player 4K da Samsung!

A revista Forbes publicou na semana passada matéria revelando que a Samsung desistiu da produção de novos tocadores de Blu-ray 4K [o Gizmodo fala em Blu-ray comum também]. A reportagem revela que o formato de ultra definição tem pouco mais de 5% do mercado de mídia física nos Estados Unidos, enquanto o DVD tem inacreditáveis 57,9% de participação em todas as vendas.

É meio chocante ficar sabendo que, nos Estados Unidos – com todo o trabalho que se está fazendo com o lançamento de títulos 4K, e com o acesso mais facilitado para que as pessoas comprem o hardware necessário para desfrutar dessa tecnologia – o percentual é esse, depois de três anos do primeiro lançamento em Ultra HD Blu-ray.

E mais do que isso, perceber que não é só no Brasil que o DVD segue firme e forte, mas que lá, depois de 12 anos de alta definição, o DVD seja o senhor supremo em número de vendas. Certamente a indústria não contava com esses números.

Claro que a parte da internet que cuida da morte da mídia física já ficou toda ouriçada com a decisão da Samsung. Um dos colunistas mais respeitados do ramo nos EUA, Bill Hunt, chegou a falar no “início do fim”, mas depois se retratou quando argumentei com ele que o futuro dos discos digitais é se tornar um nicho – como acontece hoje com os discos de vinil, por exemplo.

Enfim, a partir desse momento, começa a fazer ainda mais sentido o rumo que o mercado brasileiro resolveu trilhar desde o ano passado, quando diminuiu drasticamente os investimentos em alta definição para focar seus esforços na demanda que ainda poderá sustentar as vendas de mídia física a médio prazo. O DVD é rechaçado pelos colecionadores hardcore, como a maioria dos leitores do BJC. Mas é a mídia que ainda tem alguma relevância em termos de mercado. A propósito, vale aqui fazer uma enquete “vintage”. Responda abaixo:

Link para a segunda temporada de Westworld em Blu-ray na Amazon:
(dublagem e legendas PT-BR)