CARAY! PlayArte enfia a faca nos colecionadores!

Assunto velho para motivos novos!

0
573

Não dá pra dizer que a relação da PlayArte com os fãs de Os Cavaleiros do Zodíaco é das mais saudáveis.

Responsável pelos lançamentos da série em home vídeo no Brasil desde 2004, não são poucos os exemplos de cagadas erros cometidos nesses quinze anos.

Começando pelo começo, em novembro de 2004 tivemos os primeiros cinco DVDs. Eles foram lançados em discos individuais, um box lenticular com os cinco discos e uma lata.

Até aí parecia ok, mas então chegou a lata espumosa. Pra piorar, os discos tinham problema de compressão na imagem, como abordamos nesse post de 2010.

ARGH!

Essa aberração foi tão mal recebida que depois dos dois primeiros lançamentos a PlayArte simplesmente mandou um “se vira aí, otário” pra quem comprou, cancelou as latas seguintes e nunca mais tocou no assunto.

Aí você pensa: “dá pra lançar algo PIOR?”. E a resposta é: “MAS É CLARO QUE DÁ!”

Em 2013, provavelmente usando os discos que estavam encalhados no estoque, a PlayArte mandou uma linda caixa de sapato com 21 estojos Amaray socados dentro, provando que não entendem nada sobre colecionadores.

 

Porém, algumas vezes a PlayArte também acertou, como no caso do box Digistak com os 5 filmes e a fase Elísios da saga de Hades em Digipak.

E era esse o caminho que eles pareciam seguir no novo lançamento da série em DVD e, pela primeira vez, em Blu-ray. Anunciado em 2017, teríamos um total de 5 boxes, um para cada personagem principal, em Digipak!

Chegou o primeiro box e ele realmente era bem caprichado e tinha um preço razoavelmente aceitável (R$ 179,90).

Seguiram-se mais duas caixas dentro de uma certa normalidade, até que no dia 27/03/2019 veio a bomba. A quarta caixa seria lançada apenas em DVD, sob o argumento de que a versão em Blu-ray não vendeu o esperado e estava dando grande prejuízo para a PlayArte (o que é estranho, afinal de contas os três boxes SUMIRAM de todas as lojas virtuais, o que faz a gente pensar que não deve ter vendido tão mal assim).

Cancelado o lançamento em Blu-ray, houve toda uma comoção por parte dos fãs que ficariam com a coleção incompleta. O site Cavzodiaco (que é uma espécie de porta-voz/relações públicas da PlayArte) disse que levaria todas as manifestações ao pessoal responsável e que fariam o possível para reverter o cancelamento. Algum tempo depois foi dito que o lançamento talvez acontecesse, mas seria em edição limitada e viria mais caro (já começou a subir aquele cheirinho de que ia dar ruim).

Em junho veio a notícia de que o box seria sim lançado! Eeeeeeeee!
Mas não sem um grande porém: o preço! Saltando de R$179,90 para R$ 299,90! Um aumento de 66,7%. Três discos, trezentos reais. Cem FUCKING reais por disco!

Não bastasse isso, a PlayArte jogou a venda pra Rimo da Amazônia, o que gerou fretes absurdos, tipo R$ 80,00 para São Paulo! WHAT?

Se três discos por R$ 300,00 já parecia ruim o suficiente, se liga na “novidade” dessa semana. Foi anunciado o início da pré-venda do quinto e último box. Ele tem apenas dois discos. Adivinha o preço?

TREZENTOS PAUS de novo!

Não dá! Não tem como defender, esse preço é injustificável! Faz a gente lembrar do gift set da máscara quebrada do Batman.

Será que a culpa é mesmo só dos fãs que supostamente não compraram os blu-rays? Ou a PlayArte também pisou na bola pelo caminho? Fato é que quando do lançamento do box 4, os três primeiros voltaram a ficar disponíveis (o que parece ser uma nova tiragem) e hoje as quatro caixas estão entre os vinte títulos mais vendidos na Amazon Brasil.

Nunca saberemos a real, mas sigo aqui esperando Andromeda Box e Phoenix Box encalharem e entrarem em promo 🙂

(Recomendo também a leitura desse outro texto a respeito do assunto).

Lançamentos na Amazon Brasil

LINK DIRETO