Se tem uma coisa que os cinéfilos gostam de fazer é elaborar e consultar listas. Inclusive, um dos objetivos dos últimos Dossiês do BJC é justamente ajudar os colecionadores completistas que buscam conhecer aquilo que está disponível no mercado e o que ainda falta em suas coleções.

No Dossiê de hoje vamos listar os filmes do Top 250 do Internet Movie Data Base, ou seja, os filmes com as melhores notas de avaliação pelos usuários do site IMDB, que ainda não foram lançados em Blu-ray no Brasil.

Edição importada em Steelbook de O Grande Truque, de Christopher Nolan, ainda inédito em Blu-ray no Brasil

Como se trata de uma listagem dos filmes com as maiores notas do público, por óbvio que há constantes alterações, tanto na posição, quanto na entrada e saída de filmes. Por isso, é importante destacar que o Top 250 aqui considerado é aquele disponibilizado pelo IMDB em 06 de março de 2022.

Se você está consultando esse Dossiê em outro mês ou até mesmo em outro ano, provavelmente a lista estará completamente diferente.

Edição coreana de Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças, também inédito no Brasil em alta definição

Caso tenha curiosidade em consultar a lista utilizada como base, fizemos um espelho desse Top #250 no Letterboxd (não sabe o que é o Letterboxd? O Felipe Fonseca explicou tudo direitinho aqui).

Aliás, o interessante desse tipo de lista é justamente analisar o ranking de filmes de acordo com o momento que estamos vivendo.

Filmes recentes, como Duna (Denis Villeneuve, 2021), Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa (Jon Watts, 2021) e Batman (Matt Reeves, 2021), tendem a ficar mais bem posicionados, já que as impressões recém-saídas do cinema costumam ser mais “favoráveis” aos filmes. Mas será que eles sobreviverão ao tempo e continuarão no Top 250 daqui a alguns anos?

Vale destacar que, no momento da publicação deste Dossiê, os filmes acima indicados ainda não foram lançados em mídia física aqui no Brasil, mas não foram incluídos na lista, em razão das informações preliminares confirmado que serão disponibilizados em DVD e Blu-ray por aqui. Caso um desastre no mercado de mídia física acontece e algum deles não seja lançado, atualizaremos a lista.

Outro fato interessante nessas listas é o reflexo do momento vivido pela sociedade. Por exemplo, filmes que costumeiramente estavam entre os 250 melhores, como Stalker (1979) e Andrei Rublev (1966), ambos do cineasta russo Andrei Tarkovsky, saíram da listagem justamente na semana em que fizemos o presente Dossiê.

O fato chamou a atenção dos cinéfilos aficionados por listas, que chegaram a suspeitar que os filmes teriam sido excluídos da lista pelo próprio IMDB, como represália à Guerra entre Rússia e Ucrânia – repetindo o boicote cultural que diversos Festivais de Cinema estão realizando contra a Rússia em razão das ações de Putin. Um dos principais argumentos dessa tese é de que ambos os filmes estão no site, neste momento, com avaliação média 8.1, enquanto diversos outros filmes que entraram na listagem estão com nota 8.0.

Edição em Steelbook de Os Imperdoáveis em 4K, mas que foi lançado apenas em DVD por aqui

Entretanto, outros usuários do site destacaram que o clássico russo antibélico Vá e Veja (Elem Klimov, 1985), continua no Top 250 e, portanto, não haveria o mencionado boicote.

O site IMDB não se pronunciou oficialmente sobre o tema, motivo pelo qual não se pode afirmar com certeza que houve a remoção dos filmes do Tarkovsky em razão da Guerra promovida pela Rússia.

Já que citamos esses filmes, vale destacar que Stalker e Andrei Rublev, assim como Vá e Veja, foram lançados em Blu-ray no Brasil pela CPC-UMES Filmes em parceria com a MosFilm e, portanto, não seriam contemplados na lista abaixo.

Ainda, não podemos deixar de destacar o trabalho das distribuidoras brasileira independentes que, nos últimos dois anos, lançaram em alta definição diversos dos títulos do Top 250: Versátil Home Video (Doze Homens e Uma Sentença, Os Sete Samurais, Parasita, Dr. Fantástico, Céu e Inferno, Rashomon, Viver, Ladrões de Bicicleta, A Criada), Obras-Primas do Cinema (A Viagem de Chihiro – em parceria com a Bazani Geek Store, O Pianista, Réquiem Para Um Sonho, Ran), Classicline (Amnésia, Tempos Modernos, Luzes da Cidade, O Grande Ditador, O Garoto, O Terceiro Homem), Imovision (Incêndios), FAMDVD (Sangue Negro), The Originals (Memórias de Um Assassino – já anunciado, mas ainda sem data de lançamento) e CPC-UMES Filmes (com os longas russos já citados).

Animação da Pixar não teve vez em alta definição aqui no nosso país

Ao total, são 51 filmes que, na data de publicação, atendem ao critério. Vamos à lista:

O GRANDE TRUQUE (#42 de 250)

Estrelado por Hugh Jackman, Christian Bale e Scarlett Johansson, O Grande Truque é o único filme de Christopher Nolan que ainda não foi lançado em Blu-ray no Brasil.

TESTEMUNHA DE ACUSAÇÃO (#65 de 250)

O clássico drama de tribunal de 1957, Testemunha de Acusação, dirigido por Billy Wilder, permanece inédito em alta definição no Brasil.

3 IDIOTAS (#86 de 250)

A comédia dramática indiana de Rajkumar Hirani, 3 Idiotas, lançada em 2009, não foi lançado no Brasil.

YOUR NAME. (#88 de 250)

Escrito e dirigido por Makoto Shinkai, Your Name. fez enorme sucesso eu seu país de origem, Japão, mas não recebeu uma edição em Blu-ray no Brasil.

BRILHO ETERNO DE UMA MENTE SEM LEMBRANÇAS (#91 de 250)

Um dos filmes mais desejados em Blu-ray aqui no Brasil, Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças, de Michel Gondry, foi lançado apenas em DVD.

M, O VAMPIRO DE DÜSSELDORF (#96 de 250)

Apesar de não ter recebido uma edição em alta definição, o clássico de Fritz Lang recebeu uma ótima edição DVD Duplo, com o filme em sua versão restaurada e a refilmagem M, O Maldito de Joseph Losey.

CAFARNAUM (#98 de 250)

Vencedor do Prêmio do Juri na Edição de 2018 do Festival de Cannes, o drama dirigido por Nadine Labaki, Cafarnaum, permanece inédito em mídia física no Brasil.

PACTO DE SANGUE (#105 de 250)

O clássico Noir Pacto de Sangue de Billy Wilder, estrelado por Fred MacMurray e Barbara Stanwyck, ainda não foi lançado em alta definição.

SE MEU APARTAMENTO FALASSE (#107 de 250)

Mais um clássico do diretor Billy Wilder, Se Meu Apartamento Falasse, sem lançamento em Blu-ray no Brasil.

HAMILTON (#109 de 250)

Um dos musicais mais elogiados e comentados dos últimos anos, Hamilton, dirigido por Thomas Kail e escrito e produzido por Lin-Manuel Miranda, foi lançado diretamente em streaming. Assim como os demais filmes recentes da Disney, não foi lançado em mídia física no Brasil.

A SEPARAÇÃO (#119 de 250)

Vencedor do Urso de Ouro no Festival de Berlim 2011, além do Cesar, Globo de Ouro e Oscar de Filme Estrangeiro de 2012, A Separação, do cineasta iraniano Asghar Farhadi, ficou muitos anos sem ter nenhuma edição em mídia física no Brasil. Em 2020, contudo, a Imovision disponibilizou uma edição em DVD do filme.

COMO ESTRELAS NA TERRA (#124 de 250)

Dirigido por Aamir Khan e Amole Gupte, Como Estrelas na Terra, filme indiano de 2007 sobre um professor que ajuda um estudante de oito anos com distúrbio de aprendizagem, recebeu apenas uma edição em DVD pela VideoFIlmes.

DANGAL (#127 de 250)

Escrito e dirigido por Nitesh Tiwari, Dangal, de 2016, é mais um filme indiano sem lançamento em home vídeo no Brasil.

QUANTO MAIS QUENTE MELHOR (#130 de 250)

Mais um clássico de Billy Wilder que não teve lançamento em Blu-ray no nosso país. Estrelado por Marilyn Monroe, Tony Curtis e Jack Lemmon, o filme merecia uma edição em alta definição por aqui.

GREEN BOOK: O GUIA (#133 de 250)

Vencedor do Oscar em 2019 nas categorias de Melhor Filme, Melhor Roteiro Original e Melhor Ator Coadjuvante, Green Book não teve lançamento em mídia física no Brasil.

OS IMPERDOÁVEIS (#135 de 250)

Faroeste estrelado e dirigido por Clint Eastwood, vencedor do Oscar de 1993 nas categorias de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Montagem, Os Imperdoáveis jamais foi lançado em alta definição no mercado de home vídeo nacional.

O LABIRINTO DO FAUNO (#137 de 250)

A fábula escrita, dirigida e produzida por Guillermo Del Toro, apesar de inúmeros fãs por aqui no Brasil, recebeu apenas uma edição em DVD.

O JULGAMENTO DE NUREMBERG (#138 de 250)

Clássico de 1961 dirigido por Stanley Kramer, O Julgamento de Nuremberg, vencedor do Oscar nas categorias de Melhor Ator e Melhor Roteiro Adaptado, ainda não possui nenhuma edição em Blu-ray por aqui.

O SEXTO SENTIDO (#141 de 250)

Um dos filmes mais comentados do final da década de 1990, O Sexto Sentido, escrito e dirigido por M. Night Shyamalan, recebeu apenas uma edição em DVD no Brasil. E, tendo sido distribuído pela Disney – que abandonou o mercado de mídia física na América Latina – sabemos que não teremos esse filme em alta definição por aqui.

YOJIMBO (#145 de 250)

Apesar de termos diversos clássicos do cineasta Akira Kurosawa em Blu-ray, como Ran (Obras-Primas do Cinema), Os Sete Samurais e a coleção Kurosawa Essencial (Versátil), ainda não tempo Yojimbo em Bru-Ray. Contudo, vale lembrar que a própria Versátil lançou uma edição especial em DVD Duplo contendo, além do filme mencionado, sua sequência Sanjuro.

JOGOS, TRAPAÇAS E DOIS CANOS FUMEGANTES (#160 de 250)

Escrito e dirigido por Guy Ritchie, o cultuado filme de 1998 ainda não deu as caras em Blu-ray por aqui.

CASTELO ANIMADO (#164 de 250)

A animação japonesa Castelo Animado do diretor Hayao Miyazaki, apesar dos inúmeros fãs brasileiros dos filmes produzidos pelo Studio Ghibli, não foi lançado em Blu-ray por aqui, apesar de ter recebido uma edição em DVD pela PlayArte.

TRAINSPOTTING – SEM LIMITES (#166 DE 250)

Clássico dos anos 1990 e um dos principais títulos do Junkie Movie, o drama dirigido por Danny Boyle, ainda não foi lançado em Blu-ray por aqui.

FILHOS DO PARAÍSO (#178 de 250)

Lançado em 1998, Filhos do Paraíso, escrito e dirigido pelo cineasta iraniano Majid Majidi, recebeu apenas uma edição em DVD pela Imagem Filmes.

12 ANOS DE ESCRAVIDÃO (#183 de 250)

Mesmo tendo vencido o Oscar de 2014 nas categorias de Melhor Filme, Melhor Atriz Coadjuvante e Melhor Roteiro Adaptado, 12 Anos de Escravidão, dirigido por Steve McQueen, não recebeu edição em Blu-ray no Brasil.

A GENERAL (#184 de 250)

O clássico da comédia muda A General de Buster Keaton, apesar de não ter sido lançada oficialmente em Blu-ray no Brasil, está presente na ótima Coleção Buster Keaton em DVD, lançado pela Obras-Primas do Cinema.

MORANGOS SILVESTRES (#186 de 250)

Vencedor do Urso de Ouro na edição de 1958 do Festival de Berlim, Morangos Silvestres, de Ingmar Bergman foi lançado apenas em DVD pela Versátil, mas ainda não recebeu o upgrade para Blu-ray.

A CANÇÃO DA ESTRADA (#187 de 250)

Primeiro filme da Trilogia de Apu, A Canção da Estrada, dirigida pelo cineasta indiano Satyajit Ray, foi lançada em DVD em uma coleção da Obras-Primas do Cinema, juntamente com os demais filmes da trilogia, O Invencível e O Mundo de Apu.

ANTES DO AMANHECER (#188 de 250)

Um dos romances mais cultuados das últimas décadas, Antes do Amanhecer, primeiro filme da Trilogia Before, dirigida por Richard Linklater e estrelada por Ethan Hawke e Julie Delpy, foi lançada apenas em DVD, apesar de existir master com legendas e dublagem em nosso idioma.

BANCANDO O ÁGUIA (#193 de 250)

Também conhecido como Sherlock Jr., seu título original, essa clássica comédia do cinema mudo, dirigida e estrelada por Buster Keaton, está presente apenas na Coleção em DVD da Obras-Primas do Cinema com os principais filmes do “homem que nunca ri”.

ATÉ O ÚLTIMO HOMEM (#194 de 250)

Dirigido por Mel Gibson e estrelado por Andrew Garfield, o elogiado drama de guerra Até o Último Homem, apesar dos diversos pedidos dos fãs do filme, foi distribuído no cinema aqui no Brasil pela Diamond Films e não recebeu nenhuma edição em mídia física.

O SALÁRIO DO MEDO (#196 de 250)

Escrito e dirigido por Henri-Georges Clouzot, o vencedor do Urso de Ouro no Festival de Berlim de 1953, não foi lançado em Blu-ray, mas está presente na ótima coleção em DVD da Obras-Primas do Cinema dedicada ao cineasta.

KLAUS (#201 de 250)

A animação espanhola escrita e dirigida por Sergio Pablos, Klaus, foi distribuída mundialmente pela Netflix em sua plataforma de streaming e não recebeu mídia física por aqui.

A PAIXÃO DE JOANA D’ARC (#207 de 250)

Um dos principais filmes do cinema mudo, A Paixão de Joana D’Arc, dirigido por Carl Theodor Dreyer e protagonizado pela impressionante Maria Falconetti, não recebeu edição em alta definição, mas uma ótima Edição Especial em DVD pela Versátil, com a recente versão restaurada do longa, com opção de 20 e 24 quadros por segundo, além de vários extras.

HOTEL RUANDA (#208 de 250)

Protagonizado por Don Cheadler, Hotel Ruanda, de Terry George, recebeu apenas uma edição em DVD pela Imagem Filmes.

ERA UMA VEZ EM TÓQUIO (#211 de 250)

A obra-prima do cineasta japonês Yasujiro Ozu não chegou a ser lançada em Blu-ray. Entretanto, o filme está presente no primeiro (de três) volume da coleção O Cinema de Ozu, com diversos outros filmes do diretor.

REDE DE INTRIGAS (#221 de 250)

A comédia satírica Rede de Intrigas de Sidney Lumet, vencedor do Oscar de 1977 nas categorias Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Atriz Coadjuvante e Melhor Roteiro Original, ainda não recebeu edição em alta definição por aqui. Os brasileiros tiveram apenas edições em DVD pela MGM e New Line.

RATATOUILLE (#224 de 250)

Uma das maiores reclamações dos colecionadores brasileiros é a falta do Blu-ray do filme Ratatouille da Disney. Inclusive, o tema já foi tratado diversas vezes aqui no Blog do Jotacê e foi um dos motivos para a campanha #BoicoteDisneyBR. Contudo, a Disney nos abandou de vez e, portanto, ficaremos sem esse título no Brasil.

DERSU UZALA (#227 de 250)

O filme Dersu Uzala, dirigido por Akira Kurosawa para a MosFilm não recebeu uma restauração que viabilizasse o lançamento de uma edição em alta definição, segundo o curador da CPC-UMES Filmes, Igor Oliveira. Portanto, o DVD lançado pela empresa comporta a melhor versão já lançada do longa.

OS MELHORES ANOS DE NOSSAS VIDAS (#228 de 250)

Dirigido por William Wyler, Os Melhores Anos de Nossas Vidas venceu o Oscar de 1947 nas categorias de Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Ator, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Edição, Melhor Roteiro e Melhor Trilha Sonora. Mesmo com tantos prêmios, o filme não recebeu uma edição em Blu-ray por aqui. Contudo, o longa em DVD pela MGM e, mais recentemente, pela Classicline.

ANTES DO PÔR-DO-SOL (#229 de 250)

A segunda parta da Trilogia Before, dirigida por Richard Linklater e estrelada por Ethan Hawke e Julie Delpy, também só foi lançada em DVD no Brasil, apesar de existir master da Warner com legendas e dublagem em PT-BR. Apenas a terceira parte da trilogia foi lançada em alta definição por aqui, pela Imagem Filmes, mas o filme não entrou no Top #250 do IMDB.

MEU PAI E MEU FILHO (#232 de 250)

O drama familiar turco, Meu Pai e Meu Filho, do cineasta Cagan Irmak, não foi lançado em mídia física aqui no Brasil.

AS VINHAS DA IRA (#233 de 250)

O clássico de John Ford As Vinhas da Ira, de 1940, estrelado por Henry Ford, possui master legendado em PT-BR pela FOX, mas não chegou a ser lançado aqui no nosso país.

REBELDIA INDOMÁVEL (#234 de 250)

Mais um clássico com master disponível no exterior com legendas e dublagens em PT-BR, desta vez pela Warner, Rebeldia Indomável, de Stuart Rosenberg e estrelado por Paul Newman, não foi lançado em alta definição no Brasil.

SER OU NÃO SER (#235 de 250)

Comédia dirigida por Ernest Lubitsch recebeu uma excelente edição Blu-ray pela Criterion, mas sem opções de áudio e legenda em nosso idioma. Em compensação, aqui no Brasil, o filme foi lançado pela Versátil (na Coleção Folha Grandes Diretores no Cinema) e pela Obras-Primas do Cinema, em edição individual do filme.

A BATALHA DE ARGEL (#236 de 250)

O clássico A Batalha de Argel, escrito e dirigido por Gillo Pontecorvo, não recebeu edição em Blu-ray, mas foi lançado pelo Instituto Moreira Salles em DVD, inclusive com um livreto com ensaios críticos.

AMORES BRUTOS (#237 de 250)

Primeiro longa-metragem do cineasta mexicano Alejandro González Iñárritu recebeu apenas uma edição em DVD pela Europa Filmes.

OS INCOMPREENDIDOS (#241 de 250)

Clássico da Nouvelle Vague e primeiro longa-metragem do cineasta François Truffaut, Os Incompreendidos, foi lançado em DVD pela Versátil em edição individual, na Coleção Folha Cine Europeu e no Box Antoine Doinel, com os outros filmes da cine-série. Contudo, essa obra-prima merece uma edição em Blu-ray também.

PERSONA (#242 de 250)

Uma das maiores obras-primas do cineasta sueco Ingmar Bergman, Persona, também conhecido como Quando Duas Mulheres Pecam, recebeu uma edição em DVD pela Versátil e também merece um upgrade em alta definição.

O ÓDIO (#244 de 250)

O drama francês O Ódio, também conhecido pelo seu título original La Haine, estrelado por Vincent Cassel e que rendeu o prêmio de Melhor Diretor para Mathieu Kassovitz na Edição de 1995 do Festival de Cannes, recebeu apenas uma edição em DVD pela Universal.

JAI BHIM (#247 de 250)

O recente filme indiano Jai Bhim, escrito e dirigido por T.J. Gnanavel foi lançado diretamente no Prime Video, mas não possui edição em mídia física no Brasil.

Live que foi transmitida no Instagram do BJC sobre este post:

DVDs e Blu-rays em oferta na Amazon Brasil:

CLIQUE AQUI