Por que os DVD atuais não tem resolução mais alta?

Faça a sua pergunta sobre assuntos relacionados ao ato de colecionar
pedrosilvabrasil
Pirata Original
Pirata Original
Mensagens: 2
Registrado em: Sex 06 Abr 2018 08:50

Por que os DVD atuais não tem resolução mais alta?

Mensagem por pedrosilvabrasil » Sáb 25 Jan 2020 10:09

O DVD continua relevante no mercado, mesmo com a popularidade das tvs full hd e 4k. Mas por que os lançamentos não vêm numa resolução maior, como na Europa (720x576), se os DVD players e BD players podem fazer a conversão PAL to NTSC dentro de uma mesma região? Pode ser um questionamento sem sentido, mas tenho essa curiosidade :-D .

Avatar do usuário
Higor_Nunes
Espetacular
Espetacular
Mensagens: 1137
Registrado em: Ter 30 Nov 2010 11:52
Localização: Natal - RN
Agradeceram: 1 vez

Re: Por que os DVD atuais não tem resolução mais alta?

Mensagem por Higor_Nunes » Ter 10 Mar 2020 00:41

A questão é a diferença entre NTSC e PAL: no NTSC, a imagem é exibida a 60 Hertz, 60 quadros por segundo ou 30 com cada quadro ocupando 2 Hertz, e a imagem possui 480 linhas, no PAL, a exibição é em 50 Hertz, 50 quadros por segundo ou 25 com cada quadros ocupando 2 Hertz, como são usados menos quadros, essa folga de espaço para a informação é preenchida com mais linhas, 576. Cada um dos formatos tem vantagens e desvantagens.
Aqui no Brasil, estabeleceu-se como padrão DVDs região 4 ou livre e em NTSC, pois a energia da nossa rede elétrica é de 60 Hertz. Esse padrão não pode ser quebrado por questões de contrato das distribuidoras, e nem é desejado, pois alguns aparelhos de DVD e também de Blu-ray vendidos no Brasil não leem PAL, pois não é obrigatório devido ao padrão ser outro, os que leem PAL dão um bônus ao comprador, dessa forma, lançar um DVD em PAL no Brasil poderia ser um caso para o PROCON.
De qualquer forma, usar DVDs em PAL não seria interessante: se lembra das vantagens e desvantagens? Se no PAL temos mais linhas, por outro lado temos um problema com a telecinagem dos filmes, que é o processo de conversão da obra original (película/24 quadros por segundo) para outros formatos de vídeo que obedecem à frequência da corrente elétrica, no PAL, cada segundo de filme tem um quadro a mais que no original em película, se o filme é longo, no final dá muitos minutos a menos do que o original, algumas pessoas mais sensíveis notam diferenças na trilha sonora por causa da aceleração, no NTSC isso não ocorre, os quadros da película são distribuídos de maneira a ocupar 30 quadros certinhos e a duração do filme em home video é a mesma do cinema.
Criar um NTSC de 576 linhas implicaria um novo formato de TVs e de aparelhos de DVD, isso seria lançar um novo produto de definição SD, não seria interessante visto que já existem aparelhos de BD e quem quiser mais definição vai para esse formato.

OBS: Eu sei que alguns aparelhos de BD não leem PAL pois meu velho Panasonic não lia, era um ótimo player, mas essa restrição era um porre.

Responder